COLUNISTA CONVIDADO
Dra. Cirley Lobato - graduada em Medicina pela Universidade Federal do Amazonas
Entrevista exclusiva para a SIERJ
 
 
Matérias Anteriores

Dra Tania Vergara
Artigo sobre a Febre Amarela

André De Lorenzi
Estamos intervindo demais na Natureza?

Alda Maria Cruz
Comentário de caso de neuropatia

Maria Paula G. Mourão
Febre por Oropouche

Jacson Fressatto
Projeto robô laura

Ricardo Diaz
Tânia Vergara entrevista

Alberto dos Santos de Lemos
O pacote de intervenções proposto pela OMS para pessoas que vivem com HIV

James R. Hunter
False Positive Rate (FPR) - Taxa de Falso Positivo - Uma rápida Lembrança

Dra Tania Vergara
A Febre Amarela

Maria do Perpétuo Socorro Costa Corrêa
Transmissão oral da Doença de Chagas: Uma realidade!

Isabella Ballalai
Influenza: uma infecção banal?

Dra. Cirley Lobato
Graduada em Medicina pela Universidade Federal do Amazonas

Lessandra Michelin
MD, MSc, PhD - Professor of Medicine - Division of Infectious Diseases, Vaccinology & Travel Medicine - University of Caxias do Sul

A SIERJ tem o prazer de apresentar a entrevista com Dra. Cirley Lobato, que há muitos anos desenvolve um trabalho com populações carentes. Confiram:

1 – DRA TANIA VERGARA – Dra Cirley, Pode me falar um pouquinho sobre você? De onde é, qual sua atividade profissional, onde trabalha, qual sua qualificação profissional...

DRA CIRLEY LOBATO – Eu sou de Santarém, Pará, Fiz faculdade e especialização e Manaus e Moro em Rio Branco -Acre. Trabalho no Serviço de Assistência Especializada em Rio Branco, como infectologista.

2 – DRA TANIA VERGARA – Sei que já há muitos anos desenvolve um trabalho com populações carentes. Sei porque sou fã incondicional dos bombons que faz e vende e que usa para seu trabalho com essa gente. Pode nos contar um pouco sobre isso?

DRA CIRLEY LOBATO – Desculpe mas quando começo a falar não quero mai s parar. O outro trabalho que desenvolvemos é na cidade, com as crianças e adolescentes, onde aos domingos nos encontramos para estudar a Palavra de Deus e em Outubro fazemos um grande congresso com todas elas e fornecemos a roupa, o alimento, e o que for necessário.

3 – DRA TANIA VERGARA – Tem autorização para publicação dessa imagem?

DRA CIRLEY LOBATO – Sim. Nós pedimos autorização para fotografar para o cacique e publicar

4 – DRA TANIA VERGARA – Lindo trabalho, Cirley. Comecei esta entrevista falando nesta sua história linda porque já conhecia um pouco, mas o que queremos saber é sobre sua última viagem, para a qual até um fibroscan levou. O objetivo foi diagnóstico de hepatites virais? Nos fale sobre como montou sua equipe e como conseguiu recursos para esta missão.

DRA CIRLEY LOBATO – A SBH tem o projeto fibroscan itinerante, onde foi treinado vários colegas e o aparelho viaja para diferentes regiões do país. A primeira vez que veio para o Acre foi em 2015, onde realizamos mais de 1500 exames em 5 municípios do Acre e Um do Amazonas ( Boca do Acre), com uma equipe que incluía 5 médicos ( Dra Rita de Cassia, Alan, Thor, Martoni e eu), enfermeiros, técnicos de enfermagem, alem dos alunos de medicina, nesta fase com o apoio da Secretaria de Saúde em parceria com a SBH. Nesta nova vinda, pela dificuldade que passa todo o Brasil, já não tivemos o apoio do estado, então buscamos outras parcerias, por exemplo para Pauini no Amazonas, um paciente (Camurça), fez todo o contato com a secretaria municipal e eles bancaram tudo para a nossa equipe que foi eu e uma técnica de enfermagem, o restante da equipe foi local. Foi realizado consulta, exame de sangue ( transaminases, plaquetas, GGT), teste rápido para VHB, VHC, HIV e VDRL) e a elastografia. Pauini é um município com prevalência alta para hepatite B e delta.

5 – DRA TANIA VERGARA – Os exames de laboratório realizados foram subsidiados por quem? Uma vez feito o diagnóstico de hepatite crônica, como são os pacientes encaminhados para tratamento?

DRA CIRLEY LOBATO – Os exames foram subsidiados pela secretaria municipal de saúde de Pauini. Depois de feito o diagnóstico a própria secretaria marca a consulta no SAE em Rio Branco, e o deslocamento do paciente é feito pela própria secretaria municipal de saude de Pauini , em Rio Branco, eles tem uma casa de apoio, onde os pacientes ficam e alguém responsável para levar e trazer esses pacientes para o SAE.

6 – DRA TANIA VERGARA – E você pode nos dizer quantos exames foram realizados e quantos pacientes puderam ser encaminhados para tratamento?

DRA CIRLEY LOBATO – Ainda não foi fechado todo o número, mas o atendimento médico foi 70, sendo encaminhado para tratamento 12 pacientes, que apresentavam fibrose significativa na elastografia e sinais clinicos de cirrose

DRA TANIA VERGARA – Dra Cirley: seu trabalho é admirável e faz a diferença pro nosso país. Muito obrigada pela entrevista.



Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Amazonas-Faculdade de Ciências da Saúde (1990), mestrado em Medicina e Saúde pela Universidade Federal da Bahia (2003) e doutorado em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (2011).

<< Anterior